16 de agosto – É HOJE!

Obviamente, se o PT cair e a Dilma for expelida da Presidência da República, eles e sua linha auxiliar, como fizeram durante décadas afirmando que “lutaram contra a revolução”, repetirão “ad nauseam” que “foi golpe fascista porque Dilma foi ‘eleita democraticamente'”. Nós, a oposição ao comunopetismo, não podemos ter a ilusão que, caso consigamos “tirar a tartaruga (Dilma) de cima do poste (da Presidência)”, poderemos todos voltar para nossas casas e continuar com nossos afazeres. A luta terá que ser eterna porque a experiência do Brasil com o Regime Militar deixou claro que o comunismo não se combate apenas na guerra de guerrilhas, ele tem que ser combatido sempre, diariamente (“diuturnamente” como diria a nossa PresidAnta). Continuar a ler

16 de agosto – Faltam 6 dias!

16-agosto-6-dias

Um ditado diz: “O problema dos que não gostam de política é que eles são governados pelos que gostam” ou algo muito parecido.

Um dos maiores erros, em minha opinião, do governo militar foi a despolitização da população. Naquela época, simplesmente andar com um livro de capa vermelha podia render algumas horas embaraçosas no DOI-CODI. Continuar a ler

A Maior Vergonha

Acho que todos nós, os que há 12 anos sofremos nas garras do petê teríamos muito a acrescentar ao texto a seguir. Ne entanto ele é tão brilhante nas suas colocações que qualquer adição apenas embotaria seu brilho. Por isso eu o mantenho na íntegra sem comentários adicionais. Convido os que aqui chegarem a lê-lo e meditar sobre o que está escrito.

Autor: Fernando Augusto De Luca
Fonte: A Verdade Sufocada
Disponível em: http://averdadesufocada.com/index.php/corrupo-notcias-94/11040-150714-a-maior-vergonha-que-o-pais-ja-viveu
Acesso em: 17 jul 2014

A maior vergonha que o país já viveu!

Da vergonha do xingamento à vergonha real…
Por Fernando Augusto De Luca*
Para Lula, vaias à Dilma na abertura são “a maior vergonha que o país já viveu”.
Os palavrões à instituição, Presidente, realmente, não tiveram razão de ser… Uma sonora vaia já seria suficiente… Porém, vergonha, Lula, é sua covardia em se esconder na abertura da copa, a copa que você trouxe para o Brasil, deixando sua pupila entregue aos leões da elite…
Vergonha é você nunca saber de nada…
Vergonha é você falar que Dilma era a única com cara de pobre no estádio (coisa que ela não tem).
Vergonha é você dizer que lá só estava a elite branca, mesmo com a presença de inúmeros de seus asseclas e a presença de duas torcidas organizadas do seu time…
Vergonha é você ter sido racista ao dizer que lá não tinha nenhum moreninho…
Vergonha é você dizer que essa é uma copa feita para o povo, sendo que sabia desde o início que só a elite teria dinheiro para pagar o ingresso…
Vergonha é você fomentar o ódio de classes dizendo que só existe uma classe de trabalhadores no Brasil…
Vergonha é você criticar a elite que acorda cedo e trabalha 12 horas por dia (coisa que você nunca fez).
Vergonha é sua hipocrisia, pois critica a elite ao mesmo tempo em que anda de helicóptero, toma uísque 18 anos e vinhos que ultrapassam a cifra de R$ 1.000,00…Vergonha é ter filhos já milionários, tão novos, sem justificarem tal patrimônio…
Vergonha são os amigos dos seus filhos viajarem de graça no avião presidencial…
Vergonha é o negócio escuso entre a Gamecorp e a Telemar…
Vergonha é você dizer que Genoíno, Dirceu e Delúbio não são gente de sua confiança…
Vergonha é o Genoíno e Delúbio, auto proclamados sem posses, bancarem dois dos advogados mais caros do país…
Vergonha é você condenar a elite por xingar a presidente e se omitir quando um membro do conselho de “ética” do PT ameaça de morte o presidente do STF…
Vergonha é você ter chamado de hipocrisia a decisão do STF de condenar os réus do mensalão e dizer que foi uma condenação política…
Vergonha é um deputado estadual do PT fazer reuniões com membros do PCC…
Vergonha é ver você trocando agrados com Maluf, Sarney, Collor, Renan…
Vergonha é ouvir você dizer que em Cuba e Venezuela impera a plena democracia…
Vergonha é você ter extraditado os pugilistas cubanos…
Vergonha é você não ter extraditado o terrorista Cesare Battisti…
Vergonha é saber que os assassinatos do Celso Daniel e do Toninho do PT jamais serão esclarecidos…
Vergonha é você, Dilma e todos os políticos inaugurarem obras inacabadas ou inexistentes…
Vergonha é saber o que você e seu partido fizeram com a Petrobras…
Vergonha é você praticamente ter duplicado o número de ministérios para acomodar seus prosélitos…
Vergonha é você se orgulhar de não ler e de não ter estudado…
Vergonha é você enganar o povo com seus discursos dissimulados…
Vergonha é sermos taxados com impostos escorchantes e não termos nada em troca…
Vergonha é o sistema de saúde no Brasil… (você sabe bem disso, pois trata sua saúde no Sírio Libanês como todos da elite branca).
Vergonha é o que a população brasileira enfrenta todos os dias com transporte público precário, saúde deplorável, educação e segurança inexistentes…
Vergonha é ter tido você como nosso presidente…

*Sou cirurgião dentista formado pela UNESP, especialista pela USP, literalmente um membro da elite branca que acorda à 5:30 para ir trabalhar, paga impostos rigorosamente em dia e faz, dentro de suas possibilidades, o possível para aplacar o sofrimento dos menos favorecidos.

Dilma

Dilma

Não tenho mais por hábito – fiz muito isso no meu antigo blog – transcrever a matéria que foi postada em outros locais muito mais importante e sérios do que este blog. Apenas quando a matéria é tão grave e importante, como esta do Marco Antonio Villa, que transcrevo a seguir, é que a copio na íntegra.

Publiquei, hoje, n’O Estado de S. Paulo:

O Brasil é um país fantástico. Nulidades são transformadas em gênios da noite para o dia. Uma eficaz máquina de propaganda faz milagres. Temos ao longo da nossa História diversos exemplos.O mais recente é Dilma Rousseff.

Surgiu no mundo político brasileiro há uma década. Durante o regime militar militou em grupos de luta armada, mas não se destacou entre as lideranças. Fez política no Rio Grande do Sul exercendo funções pouco expressivas. Tentou fazer pós graduação em Economia na Unicamp, mas acabou fracassando,não conseguiu sequer fazer um simples exame de qualificação de mestrado. Mesmo assim,durante anos foi apresentada como “doutora” em Economia. Quis-se aventurar no mundo de negócios, mas também malogrou. Abriu em Porto Alegre uma lojinha de mercadorias populares, conhecidas como “de 1,99″. Não deu certo. Teve logo de fechar as portas.

Caminharia para a obscuridade se vivesse num país politicamente sério. Porém, para sorte dela, nasceu no Brasil. E depois de tantos fracassos acabou premiada:virou ministra de Minas e Energia. Lula disse que ficou impressionado porque numa reunião ela compareceu munida de um laptop. Ainda mais: apresentou um enorme volume de dados que, apesar de incompreensíveis, impressionaram favoravelmente o presidente eleito.

Foi nesse cenário, digno de O Homem que Sabia Javanês, que Dilma passou pouco mais de dois anos no Ministério de Minas e Energia. Deixou como marca um absoluto vazio. Nada fez digno de registro. Mas novamente foi promovida. Chegou à chefia da Casa Civil após a queda de José Dirceu, abatido pelo escândalo do mensalão. Cabe novamente a pergunta: por quê? Para o projeto continuísta do PT a figura anódina de Dilma Rousseff caiu como uma luva. Mesmo não deixando em um quinquênio uma marca administrativa um projeto, uma ideia, foi alçada a sucessora de Lula.

Nesse momento, quando foi definida como a futura ocupante da cadeira presidencial, é que foi desenhado o figurino de gestora eficiente, de profunda conhecedora de economia e do Brasil, de uma técnica exemplar,durona,implacável e desinteressada de política. Como deveria ser uma presidente a primeira no imaginário popular.

Deve ser reconhecido que os petistas são eficientes. A tarefa foi dura,muito dura. Dilma passou por uma cirurgia plástica, considerada essencial para, como disseram à época, dar um ar mais sereno e simpático à então candidata. Foi transformada em “mãe do PAC”. Acompanhou Lula por todo o País. Para ela e só para ela a campanha eleitoral começou em 2008.Cada ato do governo foi motivo para um evento público, sempre transformado em comício e com ampla cobertura da imprensa. Seu criador foi apresentando homeopaticamente as qualidades da criatura ao eleitorado. Mas a enorme dificuldade de comunicação de Dilma acabou obrigando o criador a ser o seu tradutor, falando em nome dela e violando abertamente a legislação eleitoral.

Com base numa ampla aliança eleitoral e no uso descarado da máquina governamental, venceu a eleição. Foi recebida com enorme boa vontade pela imprensa. A fábula da gestora eficiente, da administradora cuidadosa e da chefe implacável durante meses foi sendo repetida. Seu figurino recebeu o reforço, mais que necessário, de combatente da corrupção. Também,pudera:não há na História republicana nenhum caso de um presidente que em dois anos de mandato tenha sido obrigado a demitir tantos ministros acusados de atos lesivos ao interesse público.

Como esgotamento do modelo de desenvolvimento criado no final do século 20 e um quadro econômico internacional extremamente complexo,a presidente teve de começar a viver no mundo real. E aí a figuração começou a mostrar suas fraquezas. O crescimento do produto interno bruto (PIB) de 7,5% de 2010, que foi um componente importante para a vitória eleitoral, logo não passou de uma recordação. Independentemente da ilusão do índice (em 2009 o crescimento foi negativo: -0,7%),apesar de todos os artifícios utilizados,em 2011 o crescimento foi de apenas 2,7%. Mas para piorar, tudo indica que em 2012 não tenha passado de 1%.Foi o pior biênio dos tempos contemporâneos, só ficando à frente,na América do Sul,do Paraguai. A desindustrialização aprofundou-se de tal forma que em 2012 o setor cresceu negativamente: -2,1%. O saldo da balança comercial caiu 35% em relação à 2011, o pior desempenho dos últimos dez anos,e em janeiro deste ano teve o maior saldo negativo em 24 anos. A inflação dá claros sinais de que está fugindo do controle. E a dívida pública federal disparou: chegou a R$ 2 trilhões.

As promessas eleitorais de 2010 nunca se materializaram. Os milhares de creches desmancharam-se no ar. O programa habitacional ficou notabilizado por acusações de corrupção. As obras de infraestrutura estão atrasadas e superfaturadas. Os bancos e empresas estatais transformaram-se em meros instrumentos políticos a Petrobrás é a mais afetada pelo desvario dilmista.

Não há contabilidade criativa suficiente para esconder o óbvio: o governo Dilma Rousseff é um fracasso. E pusilânime: abre o baú e recoloca velhas propostas como novos instrumentos de política econômica. É uma confissão de que não consegue pensar com originalidade. Nesse ritmo, logo veremos o ministro Guido Mantega anunciar uma grande novidade para combater o aumento dos preços dos alimentos: a criação da Sunab.

Ah, o Brasil ainda vai cumprir seu ideal: ser uma grande Bruzundanga. Lá, na cruel ironia de Lima Barreto, a Constituição estabelecia que o presidente “devia unicamente saber ler e escrever; que nunca tivesse mostrado ou procurado mostrar que tinha alguma inteligência; que não tivesse vontade própria; que fosse, enfim, de uma mediocridade total”.

Origem: Blog Vou me embora para Bruzudanga
Disponível em: http://www.marcovilla.com.br/2013/02/vou-me-embora-pra-bruzundanga.html
Acesso em: 13 abr 2014

Dilma “humanitária”

Declaração de Dilma:

“A presidente Dilma Rousseff manifestou nesta quarta-feira “preocupação humanitária” com a saúde do deputado federal licenciado e ex-presidente do PT José Genoino (SP), que cumpre pena em regime semiaberto pelo crime de corrupção ativa.”

Fonte: Exame
Disponível em: http://exame.abril.com.br/brasil/noticias/dilma-manifesta-preocupacao-humanitaria-com-saude-de-jose-genoino
Acesso em: 22/11/13

Meu comentário:
Os comunistas só são “humanitários” com quem não presta.

Lula ao receber o assassino, o terrorista italiano Batistti:

“Para justificar a benesse que será anunciada nas próximas horas, Lula alegou, nos bastidores, razões humanitárias e o temor de que Battisti pudesse ser morto caso fosse extraditado para a Itália.”

Fonte: Ucho Info
Disponível em: http://ucho.info/permanencia-do-terrorista-cesare-battisti-no-brasil-tira-dilma-rousseff-da-mira-das-criticas
Acesso em: 22/11/13

Maduro com relação ao traidor Snowden:

“Decidi oferecer asilo humanitário ao jovem americano Edward Snowden para que na pátria de (Simón) Bolívar e de (Hugo) Chávez possa vir a viver”, disse Maduro em discurso”

Fonte: Exame
Disponível em: http://exame.abril.com.br/mundo/noticias/venezuela-oferece-asilo-humanitario-a-snowden
Acesso em: 22/11/13

Mais uma vez, a própria Dilma, quanto ao asilo na embaixada brasileira dado a Zelaia, o golpista de Honduras:

“BRASÍLIA – A ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, negou nesta terça-feira, depois de participar de um seminário para discutir o futuro do pré-sal, que o Brasil esteja interferindo em assuntos internos de Honduras ao permitir que o presidente deposto, Manuel Zelaya, se instalasse na embaixada brasileira. Para a ministra, o asilo é uma questão humanitária. Ela também não viu nada de anormal de Zelaya entrar na embaixada mesmo sem o embaixador estar presente.”

Fonte: Extra Online
Disponível em: http://extra.globo.com/noticias/mundo/dilma-diz-que-abrigo-zelaya-uma-questao-humanitaria-337554.html
Acesso em: 22/11/131

A pergunta que me faço quando leio a Dilma se dizendo “humanitária” é: desde quando uma terrorista que é capaz de justificar a matança de dezenas, centenas e, até mesmo, milhares de inocentes, defendendo um ideal porco, pode ser “humanitária”?

Ela macula a palavra “humanitária” pelo simples fato de proferi-la.

Como terrorista ela não tem o direito de usar esta palavra e nunca deveria pronunciá-la, porque além de soar como um paradoxo (o que de “humanitário” pode estar envolvido em explodir uma estação de trem na hora do rush ou jogar um avião contra um prédio?) é, acima de tudo, profundamente hipócrita!

Adendo de 24 de novembro de 2013


HOSPITAIS-002

Só mesmo entendendo como uma perigosa piada de humor negro para aceitar Dilma e os demais aqui citados como “humanitários”.

Quando escrevi este “post” não tinha conhecimento da matéria a seguir. Embora tenha procurado evitar simplesmente transcrever neste blog a matéria publicada e outro local sem acrescentar meus comentários, a indignação demonstrada pelo Dr. Pires com relação à hipocrisia dos comunistas do PT é tão pertinente que achei por bem violar minha regra e transcrevê-la, registrando junto ao meu, o protesto do ilustre Dr.

Título: Estão doentes? Chamem um médico cubano!
Disponível em: http://www.midiasemmascara.org/artigos/governo-do-pt/14715-estao-doentes-chamem-um-medico-cubano.html
Acesso em: 24 nov 2013

“Enquanto vocês lembram os “mortos pela Ditadura de 64” as pessoas agonizam por falta de hospitais em 2013…”

Transcrição da matéria do Midia Sem Máscara

Escrito por Milton Simon Pires | 22 Novembro 2013
Artigos – Governo do PT

Às vezes a história tem um senso de humor doentio, não tem? Imaginem um ex-guerrilheiro e terrorista, filiado a um partido que tentou comprar todo Congresso Nacional e que faz negócios com o narcotráfico. Imaginaram? Pois bem, agora lembrem-se do empenho desse mesmo partido em levar a medicina brasileira ao fundo do poço apresentando os profissionais à população como um bando de “burgueses com raiva de gente pobre” e vejam a ironia do destino: agora, é de um médico que José Genoíno precisa!

É de algum colega meu que pode partir a orientação final de mantê-lo ou não em sua própria casa em vez de dentro de um presídio!

Mobiliza-se agora a própria presidente Dilma falando em “aspectos humanitários” da condição de seu companheiro, não é?

Quando ela se manifestou sobre as barbaridades que vem acontecendo dentro dos hospitais públicos do Brasil?

Algum de vocês viu alguma notícia em que ela se mostrava preocupada com erros primários que os cubanos estão cometendo com os pacientes brasileiros? Eu não vi, e duvido que veja, alguma coisa nesse sentido.

Nada pode ser mais nojento do que aconselhar uma coisa e fazer outra, não é? Revolta-se a petralhada com a idéia que teve Joaquim Barbosa de fazer Genoíno ser atendido por um médico do SUS. Por que, hein, companheiros? Do que vocês tem medo? Da temperatura ambiente dentro dos consultórios da rede pública? Da condição de higiene dentro dos hospitais ou quem sabe da superlotação nos serviços de emergências? Imaginaram vocês esse “quadro histórico do partido”, que passou por uma das cirurgias mais complexas que se conhece,esperando horas numa fila para ser atendido?

Pois bem, petralhada, é isso que todos os médicos brasileiros da rede pública assistem e sofrem todos os dias! É nisso que os soldados de Fidel Castro (disfarçados de médicos) foram metidos quando ingressaram na farsa montada por Padilha e Rogério Carvalho!

Qual o problema agora?

Por que não pode o companheiro de vocês ser atendido no SUS?

Nada é mais urgente para o povo brasileiro do que reconhecer a covardia de vocês. A capacidade incrível de mentir eternamente pregando aos outros aquilo que abominam para si mesmos e de mudar constantemente de valores conforme o que for conveniente para que seu partido, seu “Novo Príncipe”, como dizia Gramsci, a tudo sobreviva intocado. 

Não desejo a morte de ninguém nem prego nesse texto o discurso de vingança. Existe porém uma diferença gigantesca entre vingar-se e mostrar a verdade que surge com a mudança de determinadas circunstâncias históricas. É falta de caridade tripudiar sobre uma pessoa presa que passou por uma cirurgia de aneurisma de aorta? É sim, mas é covardia e falta maior ainda deixar que isso passe batido perante milhões de brasileiros doentes que vão morrer na fila do SUS esperando anos por uma cirurgia que esse bandido executou em questão de horas no melhor hospital brasileiro! 

Gostaria de saber quantos leitores tem idéia do que é necessário esperar por uma cirurgia cardíaca pelo SUS e fico imaginando quantos deles tem idéia das condições em que operam os cirurgiões brasileiros nos hospitais públicos. Tudo isso fica no silêncio, não fica? Nada disso aparece na imprensa com a elegância de termos como “dieta hipossódica” e “reavaliação cardiológica frequente” que os redatores, editores ou seja lá quem for da mídia amiga escreve sobre o ilustre prisioneiro petista. Não, a morte de gente de pobre e desconhecida não vende jornal, não é mesmo?

Continuem escrevendo sobre as condições de saúde de Genoíno na prisão. Vocês estão indo bem, companheiros. Imaginem só: as pessoas já sabem “inclusive” que quem opera o coração precisa comer menos sal e controlar a pressão! Parabéns! É grande a “responsabilidade social” de vocês, hein? 
Enquanto vocês escrevem Jango é exumado e ninguém fala mais em Celso Daniel…

Enquanto vocês lembram os “mortos pela Ditadura de 64” as pessoas agonizam por falta de hospitais em 2013…

Tudo pronto para “redescobrir” o passado, não é? Tudo preparado para uma homenagem aos “heróis” que, segundo vocês, morrendo metralhados ou de overdose (como os de Cazuza) estavam “lutando contra o sistema”…

Pois bem, termino da seguinte maneira: pouco importa se Jango foi envenenado pelos militares ou se Genoíno vai piorar com o sal da comida na cadeia. Vivos ou mortos, não foram nem jamais vão ser heróis do povo brasileiro; pertencem ao lixo da história e suas glórias devem ser cantadas para sempre em português de favela com língua presa por litros e mais litros de Coca-Cola com cachaça.

Esqueçam os médicos brasileiros. Estão doentes? Chamem um médico cubano!

Milton Simon Pires é cardiologista.