O problema é da Apple ou da China?

Fonte: Facebook – BBC Brasil
Título: Câmera escondida revela abuso contra empregados em fabricante da Apple na China
Disponível em: https://www.facebook.com/video.php?v=10152574962637816&fref=nf
Acesso em: 23 jan 2015

O vídeo é altamente didático e é excelente para ilustrar o cuidado que todos devemos ter com a maneira como as informações que nos são jogadas pela mídia devem ser por nós processadas e filtradas.

É fator conhecido que a BBC não é politicamente isenta. Via de regra, suas matérias são de cunho socialista. O interessante nesta “reportagem” é que em nenhum momento a BBC critica a China ou o sistema de trabalho imposto pelo Estado comunista ao povo chinês, já que o que acontece nesta fábrica chinesa que produz artigos para a Apple deve acontecer em toda a China. O foco da reportagem, é claramente, destruir a reputação e a imagem da Apple – símbolo de sucesso do empreendedorismo e do mundo capitalista.

Embora, obviamente, não defenda a Apple nem qualquer empresa que mantém seus empregados sob o regime escravo mostrado na reportagem, as perguntas que deveriam ser feitas é:
1 – Como a Apple sozinha poderia se contrapor ao regime de trabalho imposto pela ditadura comunista da China?
2 – Se a Apple, em protesto não usasse mais fábricas chinesas para produzir seus aparelhos, seria melhor para esses trabalhadores?
3 – Como qualquer empresa – e não só a Apple – que. em defesa dos direitos humanos básicos, se negue a produzir seus produtos na China, em fábricas chinesas, sob as condições mostradas no vídeo poderia competir num mercado em que todas as demais empresas se aproveitam disso para lucrar?
4 – Porque não só a Apple, mas outras empresas que, apesar das constantes denúncias de trabalho escravo na China e em outros países do sudeste asiático, continuam a produzir ali seus produtos?