Rigoberto e Enriquinho

Meme anti-PT Rigoberto
Autor: P1T
orígem: Reaçonaria
Disponível em: http://reaconaria.org/colunas/trotsky/conheca-enriquinho/
Acesso em: 18 mar 2014

Na última semana, circulou no Facebook a biografia de Rigoberto, rapaz fartamente amparado e financiado pela família, que se posiciona contrário ao Bolsa-Família e demais programas sociais — a seu ver, “não se deve dar o peixe, mas ensinar a pescar” (esqueceram de ensinar Rigoberto a pescar outro argumento que não um clichê).

Acontece que Rigoberto tem um amigo da época do escola, Enrique, o qual, ao contrário dele, passou no vestibular de uma universidade pública (Rigoberto tem a mensalidade de sua faculdade particular paga pelo pai).

P1T localizou Enriquinho e tem agora o prazer de apresentar aos leitores da Reaçonaria a trajetória deste cidadão altruísta e com consciência social.

Um “especial” de Natal – Comentários

Gramsci-e o MArxismo-CulturalFonte: Blog Ceticismo político
Assunto: Especial de Natal do grupo “Porta dos Fundos”
Disponível em: http://lucianoayan.com/2013/12/25/porta-dos-fundos-e-um-especial-de-natal-desculpem-me-a-sinceridade-mas-alguns-religiosos-ultrajam-a-si-proprios-na-reclamacao/
http://lucianoayan.com/2013/12/30/tres-conscientizacoes-sobre-reacoes-religiosas-na-questao-do-video-polemico-do-porta-dos-fundos/
Acesso em: 29 dez 2013

O Luciano Ayan publicou em sua página Ceticismo Político (http://lucianoayan.com/) duas matérias comentando o vídeo de Natal do grupo homorístico Porta dos Fundos. O material está disponibilizado nos endereços indicados acima.

Como o tema das duas matérias é a estratégia da direita na guerra política, resolvi resumir aqui os comentários das duas matérias, com o objetivo de reforçar a necessidade da direita dispender mais tempo e esforço estudando autores esquerdistas e aprendendo com eles as técnicas de luta na guerra política.

Baseado no fato que aprendemos desde pequenos, na escola, a não demonstarmos estar ofendidos quando os colegas tentam nos rotular com apelidos, muitas vezes pejorativos, pois isso só resultaria em aumentar a intensidade do bullying, a primeira matéria publicada orienta os cristãos a não externar sua indignação pelo vídeo do Porta dos Fundos, mas contra-atacar em reação, com força igual em sentido contrário, isto é ridicularizando os valores da esquerda. E quais são esses valores? Entre outros:

  • Feminismo;
  • Movimento GLBT;
  • Ações afirmativas(cotas raciais, por exemplo);
  • Terrorismo ambiental;
  • Neo-ateísmo; e, etc.

A segunda matéria sobre o assunto, publicada em 29/12, complementa a matéria anterior analisando algumas das reações ao vídeo humorístico.

A primeira delas foi a proposta de um acessor do Pastor-Deputado Marco Feliciano em processar judicialmente o grupo de humor pelo desrespeito mostrado para com ícones considerados sagrados pelo cristãos. Uma estratégia que, embora não tenha sido abordada no primeiro post é, sem dúvida, muito boa. Dá a eles, aos esquerdistas, o mesmo remédio com que eles ameaçam e aplicam sobre os que os criticam. Esperamos que o assunto saia da mera proposta para a prática.

Em seguida, ele critica, com exemplos, dois erros cometidos por falta de experiência dos conservadores religiosos na luta da guerra política.

O primeiro, racionalizar a gozação da turma do Porta dos Fundos discorrendo sobre “o que fazemos para merecer estas críticas”. Esta foi a atitude do Marcos Botelho no vídeo anexado ao texto do Luciano.

Esta atitude comete dois erros crassos:

a) dá aos adversários crédito pelo que estão afirmando. Foi assim que, nas últimas eleições para presidente, nos Estados Unidos, os Republicanos garantiram a Obama a reeleição.
b) não revidam o ataque, ficando, assim, na posição de derrotados.

O segundo erro cometido pelos cristãos foi apoiar o comentário do humorista Renato Aragão, que num programa em que participava junto com o grupo do Porta dos Fundos, alegou achar errado usar religião em piadas.

Como diria David Horowitz em seu A Arte da Guerra Política: É política, estúpido!

A turma do Porta dos Fundos está usando a estratégia delineada por Saul Alinsky em seu Guia Para Radicais que ensina que uma das armas mais poderosas que os esquerdistas têm é ridicularizar o inimigo. Portanto reconhecer que o Porta dos Fundos está meramente usando uma estratégia de guerra é o primeiro passo para não entrar na batalha como derrotado.

Esses erros estratégicos básicos cometidos pelos conservadores religiosos ilustram a necessidadede se aprofundar nas táticas do inimigo para conseguir derrotá-los com as próprias armas deles. Do contrário a direita religiosa apanhará sempre até ser completamente erradicada ou, o que é pior, subjugada, no cenário político brasileiro.

Bancada de senadores do PT em peso vai á Papuda visitar condenados.

Matéria publicada o blog do Reinaldo:
“Bancada do PT decide em peso visitar os mensaleiros. É solidariedade política. O Partido deixa claro que não reconhece a autoridade do judiciário”

Uma boa ideia, em minha opinião, é aproveitar, já que todos estão lá dentro, para trancar a porta e jogar a chave fora. O Brasil terá uma melhoria de 90%.

Disponível em: http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/bancada-do-pt-decide-em-peso-visitar-os-mensaleiros-e-solidariedade-politica-partido-deixa-claro-que-nao-reconhece-autoridade-do-judiciario/
Acesso em: 20 nov 2013