Quem lutou de boa fé contra a ditadura em 1964 tem obrigação moral de lutar contra a ditadura petista

E a “lei antiterrorismo” que o PT tanto quer, qual a sua opinião? É boa ou ruim para o Brasil? Lembrar que tudo que é bom para o PT (“democratização” dos meios de comunicação, a lei dos sovietes, o Humaniza Redes, o controle da Internet, a reforma política… ad infinitum) é deletério para a República!

janainabicudo

Citado por Augusto Nunes, um artigo de Helio Bicudo e Janaina Paschoal sobre a lei anti-terrorismo que o PT quer votar traz algumas coisas interessantes. Título: “Lei desnecessária, momento inoportuno: ‘quantos Leopoldos Lopez teremos por aqui?’‘. Das duas citações que trarei aqui a mais importante é a segunda. A primeira fica somente a cargo de menção ao tema do texto:

Para justificar a necessidade de aprovar o projeto, o Governo Federal se apega às exigências da comunidade internacional. Alguns esquerdistas se mostram temerosos com a possibilidade de a nova tipificação alcançar seus movimentos sociais, como o MST.

Os que se reconhecem como direitistas, por outro lado, como de costume, apoiam todo tipo de criminalização. Nesse cenário, apesar de o projeto ser oriundo do Governo Federal, tem como relator o Senador oposicionista Aloysio Nunes, do PSDB.

A questão é séria, de fato, embora é claro que Janaina distorça as coisas…

View original post mais 432 palavras

A hora de rejeitar a complacência republicana diante de um STF golpista

Em minha opinião mais do que passou da hora de lidar com o PT e seu puxadinho, o STF, como Chamberlain lidava com Hitler. Está na hora da oposição decidir se vai contnuar lutando capoeira contra a quadrilha que nos governa de salto alto ou se vai “descer do salto” e brigar com eles em pé de igualdade.

lopez

Reinaldo Azevedo escreveu:

É preciso que se entenda o exato alcance e a natureza das liminares concedidas nesta terça por Teori Zavascki e Rosa Weber. À diferença do que se andou dizendo por aí — e a incompreensão sobre decisões judiciais é uma das maiores falhas da imprensa —, os ministros não cassaram de Eduardo Cunha (PMDB-RJ), presidente da Câmara, o poder de acatar denúncias contra a presidente Dilma. A liminar disse respeito pura e simplesmente ao que aconteceria caso ele recusasse. Ou por outra: Zavascki e Rosa Weber apenas cassaram da oposição o direito de recorrer. E, ora vejam, em certa medida, deram ainda mais poder ao presidente da Câmara.

Tudo muito bem, tudo muito bonito. Mas há um problema gravíssimo nesta análise. Ela é complacente demais, sem nenhuma justificativa para tal.

Na mesma toada, um amigo comentou: “E é justamente por ter dito qual seria o rito…

View original post mais 356 palavras

SERÁ QUE EXISTE UMA EXPERIÊNCIA VIRTUOSA DE ESQUERDA?

Utlizando duas matérias escritas sobre pontos de vista diferentes, o post é bastante esclarecedor e contém informações básicas sobre a evolução da Social Democracia na Suécia e até onde é válido atribuir a esse país o troféu do Socialismo que “deu certo”.

questões relevantes

9738139010_4703c87d3e_b

Dois assuntos recorrentes deste blog são a definição do que significa “ser de esquerda” e a existência ou não de uma experiência virtuosa concreta de socialismo.

Defendo a tese de que qualquer pessoa que tenha a democracia liberal (também chamada representativa) como valor fundamental não é de esquerda. Em uma troca de comentários com o gestor do blog Lavra Palavra, que se define claramente à esquerda, encontrei uma síntese muito interessante e que corrobora minha tese central: “no capitalismo, o Estado que lhe cabe precisa reproduzir a forma da concorrência de mercado, o que o faz desde internamente entre seus poderes que se bloqueiam e travam mutuamente, quanto à sua dinâmica eleitoral “competitiva” e sua alternância de poderes como princípio.”

Evidentemente vejo esta definição como virtude e não como vício, mas confesso tratar-se de uma posição minoritária. A guerra de propaganda tem muito mais militantes do lado de quem transformou…

View original post mais 5.314 palavras

Pirulla se iguala ao pior tipo de religioso

Pirulla sempre me pareceu um tanto falso nesse visual retrô de profeta apocalíptico século I EC e sua postura de guru de adolescentes com cérebros do tamano de uma noz. Agora, como qualquer Torquemada, defende que todos podem ter qualquer crença, desde que seja a dele. Prega que, como ele não se sente minimamente inclinado a usar uma arma para se defender de um ataque criminoso, que TODOS OS DEMAIS CIDADÃOS também sejam impedidos de usar armas, quer creiam ou não que o uso de armas seja um meio eficiente de autodefesa e autoproteção.

Se avaliarmos ateus ou teístas, homossexuais ou heterossexuais, sempre encontraremos a pior extração destes indivíduos ou grupos quando avaliamos questões políticas. Repare bem o que estou dizendo: não estou tratando o comportamento destes grupos de pessoas no cotidiano, mas na política. Então, se em questões políticas é possível extrair uma mostra dos “piores” ateus, o mesmo vale para teístas. Se é possível para homossexuais, o mesmo vale para heterossexuais.

Por alguns anos, atuei em debates desmascarando neo ateus. Neste período, tive boas surpresas, como (1) descobrir que o neo ateísmo não contempla todos os ateus, (2) descobrir que os religiosos são, em geral, muito mais tolerantes do que o senso comum diz. Se hoje em dia não estou mais focado neste tipo de debate, ao mesmo tempo as lições ficam. Mas, ainda assim, não se pode ignorar que há espécimes da pior estirpe em vários grupos.

O que seria o…

View original post mais 624 palavras