Um exercício mental para entendermos contra o que estamos lutando

Num texto curto, bem ao gosto dos que não têm muito tempo para se dedicar a longas leituras, o blogueiro Luciano Ayan resume a real situação do Brasil no momento atual. Leia, medite e, se preza sua liberdade, aja de acordo com seu entendimento.

Ceticismo Político

food-line-in-venezuela-san-cristobal-2

Imagine que você não tenha nenhum caráter. Que tenha a mesma mente de um psicopata. Que não ligue para o sofrimento das pessoas. E que tenha alcançado o poder quase totalitário em uma nação. E que essa seja a sua maior obsessão.

Sua próxima meta é transformar esse país em um grande curral para você. E seus amiguinhos, é claro. Aqueles que te ajudarão a permanecer no poder. Mas lembre-se: você é o macho alfa de todo o empreendimento.

Imagine 200 milhões de pessoas todas como sua propriedade, como gado. Olhe para os maiores latifundiários que encontrar. Todos serão fichinha perto de você. Eles podem ter milhões de cabeças de gado. Você terá milhões de seres humanos. Para usar e abusar à vontade.

No poder, você ainda não conquistou tudo isto. Mas está em condições de fazê-lo, com o tempo. Com alguma paciência. Com alguns conchavos. Lembre-se que comprando a mídia, você…

View original post mais 57 palavras

17 de Agosto – A Ressaca

16-agosto-a-ressaca

Créditos da imagem:

Fonte: A Gazeta Digital
Autor: Aroeira
Título: Fim de Festa e a Ressaca da Dilma
Disponível em: http://agazetadigital.blogspot.com.br/2015/03/fim-de-festa-e-ressaca-da-dilma.html
Acesso em: 18 ago 2015

O jornalista Reinaldo de Azevedo, em seu blog, postou hoje (18/08/15) matéria sobre cobrança de um “programa de governo” feita por alguns às lideranças dos movimentos de protesto que levaram, de graça, no último domingo, 16 de agosto, milhões de brasileiros às ruas. Típica cobrança imbecil dos que desejam desmobilizar os protestos contra Dilma e o governo do PT. Continuar a ler

16 de agosto – Afinal!

16-agosto-copacabana-02

Quem conhece o Rio de Janeiro, sabe o que acontece com nossas praias num domingo de sol, com temperatura próxima aos 40º C. Para se ter uma ideia do que significou esta manifestação em termos de carioquice, dê uma olhada na praia e o respectivo calçadão. Isto diz tudo. Continuar a ler

16 de agosto – É HOJE!

Obviamente, se o PT cair e a Dilma for expelida da Presidência da República, eles e sua linha auxiliar, como fizeram durante décadas afirmando que “lutaram contra a revolução”, repetirão “ad nauseam” que “foi golpe fascista porque Dilma foi ‘eleita democraticamente'”. Nós, a oposição ao comunopetismo, não podemos ter a ilusão que, caso consigamos “tirar a tartaruga (Dilma) de cima do poste (da Presidência)”, poderemos todos voltar para nossas casas e continuar com nossos afazeres. A luta terá que ser eterna porque a experiência do Brasil com o Regime Militar deixou claro que o comunismo não se combate apenas na guerra de guerrilhas, ele tem que ser combatido sempre, diariamente (“diuturnamente” como diria a nossa PresidAnta). Continuar a ler

16 de agosto – Falta 1 dia – Parte II

16-agosto-1-dias-000

No post anterior, comentei a matéria publicada pelo Deputado Federal Carlos Sampaio (PSDB-SP), a respeito da manifestação contra a Presidente da República, Dilma Roussef e seu partido, programada para amanhã em todo o Brasil. Ali, comentei que a comparação entre os protestos de 2015, direcionados ao PT e à Presidente, nada tinham em comum com os movimentos de junho de 2013, em que se reivindicava tudo e nada ao mesmo tempo, sem qualquer foco específico, e que acabou promovendo o caos nas grandes cidades, tendo conseguido envolver no movimento “espontâneo” e “pacífico” pessoas que, se ao menos soubessem que estavam sendo manipuladas por uma tática trotskysta, jamais teriam concordado em ir para as ruas apoiar o que, na verdade, era uma estratégia revolucionária de uma ideologia-doutrina-religião-cultura (onde quer que possamos enquadrar o marxismo) que deseja escravizar uma boa parte dos brasileiros e aniquilar todos os que a ela se opõem. Esta conclusão só foi possível, graças à leitura que estou fazendo do livro de Morgenstern “Por Trás da Máscara”. Continuar a ler

16 de agosto – Falta 1 dia – Parte I

16-agosto-1-dias

O Deputado Federal Carlos Sampaio (PSDB-SP), autor da matéria, compara os movimentos “espontâneos” e “pacíficos” de junho de 2013, aos movimentos de 15 de março, 12 de abril e agora, de 16 e agosto de 2015. Talvez o sr. Deputado não tenha tido tempo de ler o livro de Flávio Morgenstern, “Por Trás da Máscara”, que esclarece a origem daqueles movimentos: uma tática trotskysta usada pelos partidos radicias de esquerda que organizaram o tal movimento “espontâneo” de 2013. Continuar a ler

16 de agosto – Faltam 2 dias – Parte B

16-agosto-2-dias-parteB

Matéria original provando a fraude na Campanha da Dilma publicada em O Antagonista
Disponível em: http://www.oantagonista.com/posts/pixuleco-3-e-dilma-rousseff
Acesso em: 14 ago 2014

Ontem postei noticia publicada no Alerta Geral sobre o poder das manifestações em “mudar o Brasil”. Aquela reportagem não foi muito animadora, principalemente numa hora em que, numa tentativa quase desesperada para salvar a nossa Democracia, fazemos grande esforço para mobilizar as pessoas para a manifestação programada para o próximo domingo 16 de agosto. Continuar a ler

16 de agosto – Faltam 2 dias

16-agosto-2-dias-a

Orígem: Blog do Reinaldo de Azvedo
Autor: Reinaldo de Azevedo
Título: Aliança Nacional dos Movimentos Democráticos também cobra Janot e repudia Renan
Disponível em: http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/alianca-nacional-dos-movimentos-democraticos-tambem-cobra-janot-e-repudia-renan/
Acesso em: 14 ago 2015

Continuar a ler

16 de agosto – Faltam 3 dias

16-agosto-3-dias

A conclusão da matéria é que “não bastam” as manifestações (ou mega-manifestações) como a que está sendo programada para o próximo domingo. Não concordo! O constante apelo à “democracia” vindo de uma terrorista comunista, aduladora de ditaduras comunistas, apenas prova que as manifestações podem não ser o fator decisivo que vá “mudar a política” no Brasil, mas se é “ruim com ela, é pior sem ela”. Sem manifestação nada do que está acontecendo nesses últimos dias estaria acontecendo com a urgência e importância que os capicomunistas estão dando ao assunto – porque cada vez que um deles fala que nós os manifestantes somos uma minoria que “perdemos as eleições” , mais me convenço que os que alegam isso fazem o papel da raposa criticando as uvas. Continuar a ler