E o pior é que foi de propósito…

Muito mais do que um “frame” poderos a frase “o pior é que foi de propósito” simplesmente reflete a verdade dos fatos. Quando a pessoa entende seu significado e suas implicações, começa a perceber que se omitir na luta contra as forças que nos impelem para o inferno Socialista é mais, muito mais, do que simples comodismo, é covardia e traição ao Brasil e a todos os princípios democráticos que, mesmo aos trancos e barrancos, têm se buscado preservar nestes pouco mais de100 anos de República.

276746_Papel-de-Parede-Ruas-de-Sao-Paulo_1920x1200

Um dos frames mais fortes (e testados) para falar com o cidadão comum a respeito da crise é o seguinte:

“Mas o pior não é isso, o pior é que foi de propósito

E depois é só explicar que toda a crise atual não é um “erro” de administração. É exatamente o oposto: toda a crise ocorre conforme o previsto, dentro do projeto do PT.

Só a título de exemplo, imagine um taxista que hoje vê seu movimento cair radicalmente por causa da crise. Isto significa que ele está com dificuldades financeiras por causa da crise. Conversei com alguns deles durante as últimas semanas, pois sempre tenho que pegar táxi para ir em reuniões com clientes, etc.

Percebe-se na indignação deles quando argumentamos, de forma fácil e contundente, o quanto é eficiente que a crise é antes de tudo um plano de um partido que escondeu a crise, mas…

View original post mais 100 palavras

Dilma Bolada tenta dar golpe virtual em Eduardo Cunha

Cuidado com os MAVs! O link abaixo é de um beneficiário petista que usufrui do saque ao nosso dinheiro, o Dilma Bolada. Ele dá uma dica de como um MAV pode tornar a sua uma página de apoio a Dilma e divulgação do PT. Pessoalmente participava de um grupo , “Aécio Neves 2014” quando comecei a receber, do grupo, mensagens em defesa da Dilma, lula e do PT. A última recebida foi de uma “pastora” orando pela Dilma. Foi a gota d’água, me desliguei do grupo.

jefferson

Sempre com a ética trotskista, baseada em dissimulação e enganação sem limites, os petistas acabam se entregando. A turma que ama uma verba estatal irá evidentemente apelar aos truques mais sujos na guerra política contra Eduardo Cunha.

No caso de Jefferson Monteiro (a Dilma Bolada), a coisa já não fica tão fácil, pois ele foi pego em sua própria página de Facebook armando um golpe virtual a ser praticado na página de Eduardo Cunha. Golpe, é claro, que pode ser facilmente desconstruído pela equipe do presidente da Câmara.

Uma dica que uso sempre para os embates virtuais: sempre que surgir um comentário, clique no link para visitar o perfil de Facebook do indivíduo. Ademais, sempre revise os comentários. Os usuários infiltrados pelos governistas devem, é claro, serem banidos.

Em suma, preparem-se para a luta contra a pior escória moral que a humanidade já viu. Ou seja, o socialista em sua…

View original post mais 11 palavras

Mãe má de filho bom escreve para mãe boa de filho mau

O texto a seguir foi traduzido a partir do original postado no site indicado abaixo.

Fonte: Facebook página de Marembembe Morocoto

Acesso em 15/7/15


CARTA DE MÃE MÁ DE FILHO BOM PARA MÃE BOA DE FILHO MAU

Há pouco, as mães de BANDIDOS encarcerados realizaram manifestação exigindo os “DIREITOS” de seus filhos. Aqui está a resposta de uma cidadã, mãe, à mãe que protestava…

DE MÃE PARA MÃE:

Assisti a seu enérgico protesto diante das câmaras de TV na recente manifestação pelo Reagrupamento dos presos e sua transferência para prisões próximas a seus familiares e com melhores instalações.

Vi como você se queixava da distância que a separa de seu filho e do gasto previsto para você visitá-lo pro causa dessa distância.

Vi também toda a cobertura que a mídia dedicou à tal amnifestação, assim como o apoio que você teve de outas mães na mesma situação e de outras pessoas que queriam ser solidárias com você, já que você tinha ao apoio de alguns sindicatos e organizações populistas, pastorais, órgãos e entidades de defesa dos direitos humanos, ONGs etc. Etc.

Também sou mãe entendo seu protesto e indignação.

Enorme e a distância que me separa de meu filho. Trabalhando muito e ganhando pouco, idênticos aos seus, são as minhas dificuldades e os gastos que tenho que fazer para visitá-lo. Com muito sacrifício só posso visitá-lo aos domingos porque trabalho para o sustento e educação do resto da família, inclusive aos sábados. Felizmente, também conto com o apoio de amigos, familiares etc.

Se você ainda não se lembrou de mim, sou a mãe daquele jovem que , ao se dirigir para o trabalho, com cujo salário me ajudava a criar e mandar para a escola seus irmãos mais novos e que foi assaltado e baleado mortalmente por tiros disparados por teu filho.

Na próxima visita à prisão, quando você estiver abraçando e beijando seu filho, estarei visitando o meu no cemitério e depositando-lhe flores em seu frio túmulo, sem sequer poder abraçá-lo e beijá-lo.

Ah! Me esquecia. Ganhando pouco para sustentar minha casa, através dos impostos que pago, seu filho continuará dormindo num colchão e comendo todos os dias. Ou dito de outra maneira: continuarei sustentando seu filho bandido.

Que ironia da vida, eu que sempre criei meus filhos como mãe má e severa para que eles fossem os melhores filhos e , sim, ele era: meu filho era honesto, trabalhador, grande amigo, esposo, pai e filho e assim, de repente, um mau filho de mãe boa tirou-lhe a vida e destruiu o sonho de toda uma família.

Nem à minha casa, nem ao cemitério, jamais algum representante dessas entidades que são tão solidárias com você veio dar-me apoio ou dedicar-me algumas palavras de conforto.

Nem, para dizer-me quais são os MEUS DIREITOS!

OS DIREITOS HUMANOS SÃO PARA OS HUMANOS DIREITOS!
—————
Se você concorda com esta carta, por favor ajude a divulgá-la! Quem sabe possamos reverter esses valores que estão se instalando em nosso país (o Uruguai) onde os delinquentes têm mais direitos do que os cidadãos honrados e trabalhadores que só desejam viver em paz.

PENSEMOS SOBRE OS VALORES QUE ESTAMOS TRANSMITINDO ÀS GERAÇÕES MAIS NOVAS.

(Trazido da página de Rosse Marie Curotto)


O incidente relatado ocorreu no Uruguai. Como pode ser visto não é mera coincidência que a postura do Estado com relação ao crime, aos criminosos e a população civil lá se iguale à nossa aqui no Brasil. E, por que não é coincidência? Porque refletem a interferência política do câncer maligno que se espalhou pela América do Sul desde Cuba e por meio da diligente ação do petista Lula: o Foro de São Paulo. É desse organismo internacional, conduzido por psicopatas e anormais que está partindo todo o programa de escravização e sujeição da população dos países do cone sul das Américas ao Comunismo Internacional.

Se ainda não conhece, se informe sobre o Foro de São Paulo.

A seguir, alguns links úteis sobre este assunto:

CARTA AO JORNALISTA REINALDO AZEVEDO

Introdução:

Há alguns meses não tenho escrito nada aqui. Confesso que me falta “inspiração” diante do cenário cada vez mais decadente que o PT e demais partidos de esquerda montam para o nosso futuro sem que nada possa ser feito para impedi-los.

No entanto, nas minhas andanças pela Internet tenho encontrado muitos textos que, independente de quando foram escritos, merecem ser guardados para serem consultados sempre que situações parecidas acontecem. E situações parecidas estão se repetindo em quantidade assustadora nos últimos dias.

Portanto, decidi deixar de lado meus brios quanto a só postar matérias de minha autoria, quando me falta a motivação para escrevê-las, mas usar este blog como uma espécie de repositório daqueles textos, autores e sítios com os quais me identifico e que sempre gosto de revisitar.

O texto a seguir é cópia da matéria colocada no sítio referenciado
—————————————

A matéria do Reinaldo que motivou o desabafo do Dr. Miltom Pires, pode ser lida em:
http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/querem-ficar-chocados-pois-nao-a-pf-e-o-mp-exageraram-sim-apesar-dos-carroes-de-collor-o-estado-de-direito-e-coisa-mais-seria-do-que-isso/

Origem: Alerta Total
Autor: Milton Simon Pires
Disponível em: http://www.alertatotal.net/2015/07/carta-ao-jornalista-reinaldo-azevedo.html
Acesso em: 15/07/15

CARTA AO JORNALISTA REINALDO AZEVEDO

o-sítio-the-siege

The Siege: Nova York sitiada

Prezado Reinaldo,

Nós nos conhecemos pessoalmente na Livraria Cultura, aqui em Porto Alegre, por ocasião do lançamento de “O País dos Petralhas II” (livro que guardo aqui em casa com a sua dedicatória). Leio seu blog diariamente e, se você escrever outro livro, evidentemente, vou comprar e ler. Apesar disso, muito já me irritei (e vou continuar, provavelmente, me irritando) com declarações suas a respeito do PT. Tenho certeza absoluta que você não se importa com a minha “irritação” e vai manter, como sempre fez, seus pontos de vista que tem sempre, na minha opinião, bases muito sólidas.

Hoje eu lhe escrevo em função da Operação Politeia da Polícia Federal – essa que invadiu propriedade de Fernando Collor e tomou seus carros de luxo – dando origem ao seu post de 15/07/2015 às 9:20 com o título “Os inocentes úteis e inúteis que saem em defesa da truculência da PF e do MP estão é no movimento “Fica Dilma!”

A respeito do seu post, fiz um comentário no Facebook dirigido ao amigo Dalmo Accorsini e que reproduzo aqui: Dalmo, parece-me que agora o Reinaldo Azevedo quer se apresentar ao Brasil como o agente especial Hubbart que, nessa foto, diz ao Coronel Devereaux: “Não, coronel, nós não podemos agir como eles…nós não podemos matar e torturar…se nós fizermos isso, eles já ganharam!” LEMBRE-SE, Dalmo: há uma diferença gigantesca entre o Hubbard e o Reinaldo Azevedo (mesmo que o primeiro seja apenas um personagem do Denzel no filme “Nova York Sitiada”) – no filme HAVIA UM ESTADO DE DIREITO A SER DEFENDIDO, SIM!! Não há, na Suprema Corte, advogados de Partidos Americanos (nem do Hubbard nem do Coronel Deveraux) Ao atacar a ação da PF dizendo que foi “ilegal e espetaculosa”, Reinaldo, mesmo apoiado pela letra fria da lei, está fazendo a defesa de algo que não existe mais.

Veja, Reinaldo, o seguinte: ao contrário do que escrevem na internet, eu jamais pensei ou disse que você é “agente tucano”, nunca disse que é “comunista” (embora já o tenha xingado com palavrões quando você disse que o PT não era) e tenho certeza absoluta que nós dois e 91% (já que a popularidade de Dilma é 9%) do povo brasileiro queremos o fim do governo dessa organização criminosa. Onde estão as nossas diferenças então? Em primeiro lugar, como eu já deixei implícito anteriormente, eu considero, sim, o PT uma organização revolucionária ligada ao narcotráfico e ao Foro de São Paulo; você não. Em segundo: eu não acredito mais que estejamos vivendo naquilo que se costuma chamar “Estado de Direito”. Viver num “Estado Democrático de Direito” é mais ou menos como a mulher que engravida – não existe mulher “meio grávida” assim como não existe Estado com “algumas instituições ainda funcionando”. Toda estrutura do Estado Brasileiro, Reinaldo, foi tomada pelo PT. Disso eu tenho certeza absoluta que você já sabe e volto, portanto, ao ponto – nós discordamos da possibilidade de que alguma coisa possa ser feita “rigorosamente dentro da legalidade”. Você então me perguntaria: “Milton, você acha então que os fins justificam os meios” e eu lhe respondo – “Eu não, mas o PT sim !” e lhe devolvo a pergunta – como poderemos, Reinaldo, trocar o “pneu com o carro andando” ?? As leis estão sendo feitas por eles ! São ELES que dizem o que é legal ou não ! Ou nós devemos ir até o fim (dentro da lei) e depois deixar que isso seja julgado por Toffoli e Lewandowski?? Se é assim, melhor esperar 2018 e aceitar a volta do Lula !

Um abraço,

Milton Pires.
Médico
Porto Alegre.

Tenho um enorme respeito e uma divida muito maior com o jornalista Reinaldo Azevedo, pois foi em seu blog que encontrei um respaldo ao que já havia lido nos livros do Professor Olavo de Carvalho. Entretanto, concordo com o Dr. Milton Pires quando este tenta mostrar a desigualdade da luta entre um cidadão de bem, honesto, e a máfia narcotraficante que nos governa. Finalmente, é forte a conclusão do Dr. Milton quando ele levanta a grande questão da negociação “limpa” (dos que pensam em negociação “Democrática”) com um negociador “sujo” (o PT). Enquanto a direita busca meios e alternativas cavalheirescas que tirem o PT do poder, os gângsteres do partido continuam a fazer as leis que cada vez mais tiram nossa liberdade e nos privam de nosso direitos mais básicos.

Em minha opinião, e acredito seja este também o teor da “Carta” do Dr. Milton, há um limite quando se está negociando com bandidos. Essa foi a única lição que o mundo tirou do relacionamento entre Hitler e Chamberlain, que por pouco não levou a Inglaterra à destruição e não subjugou o mundo ao jugo nazista.

Alexis Tsipras toma mijada do ex-primeiro ministro da Bélgica

O vídeo (legendado) ao final da matéria é bastante esclarecedor, mas não se iludam, o primeiro ministro da Bélgica está falando da Grécia e não do Brasil ou das demais republiquetas latrinoamericanas.

verhovstadt

A Grêcia se tornou o país da desonra, da indignidade, da cara-de-pau, da fanfarronice e do blefe. Triste sina para o território outrora considerado como o berço da civilização. Hoje, seus governantes representam a escória moral da Europa.

E, acreditem se quiser, alguns sujeitinhos ainda tem a pachorra de aparecer falando em “povo grego escolhendo seu destino” e sandices afins. Ou seja, optar pelo calote e pelo estelionato mudou de nome.

Por isso sempre é bom vê-los serem colocados em seu devido lugar. Para isso, veja o discurso do liberal Guy Verhofstadt, ex-primeiro ministro da Bélgica e atual líder da Aliança dos Democratas e Liberais pela Europa, no parlamento europeu. É de lavar a alma:

Créditos aos Tradutores de Direita.

View original post

O Jornal Extra e a capa mais racista que a extrema esquerda conseguiu conceber nos últimos tempos

Coloquei ontem no Facebook minha opinião a respeito da manchete terrorista do EXTRA. Hoje sugiro a leitura da matéria do link indicado que acrescenta outras informações e demonstra a manipulação dos fatos e o racismo explícito dos esquerdistas infiltrados em nossa imprensa. Querem rotular o brasileiro de racista quando, como mostrou recente discussão de um popular com Daniela Mercury, para eles, só negro e pobre é que é bandido pois, insistem que as leis e ações defensivas com as quais a Sociedade busca se proteger como, por exemplo a maioridade penal, visa “atingir” os “negros e os pobres”, como se não houvesse bandidos de outras “cores” e ricos.

homem_morto

Que fase para a escória socialista que infesta a mídia dependente de verbas estatais! Cada vez mais desesperados para atender aos desejos de um governo sádico, estão metendo os pés pelas mãos e partindo para um nível de desonestidade prestes a estabelecer novos recordes de hipocrisia.

Antes, vamos aos fatos: um bandido de 29 anos (conhecido como “Chandango”), junto com um adolescente de 16 anos, tentou assaltar um bar no bairro Jardim São Cristóvão, em São Luís. Populares se juntaram e espancaram o maior até a morte. O menor foi surrado, mas sobreviveu.

Agora veja a capa do Jornal Extra para comentar o caso:

capa_racista_do_extra

Observem a “temática” acima. Para o Extra, o caso não trata de um bandido agredido por populares, mas de brancos ricos unindo-se para agredir negros pobres. Mas a foto que abre este post já desmascara a picaretagem:

  1. Entre os populares que agrediram os bandidos, com certeza existem…

View original post mais 194 palavras

O grave problema da impunidade de quem afirma que “reduzir maioridade não resolve o problema”

A imoralidade de quem afirma que “reduzir a maioridade não resolve o problema! RESOLVE SIM! Resolve o problema da VÍTIMA.

Quem faz uma afirmação dessas só expõre de modo mais gritante e escandaloso, sua falta de consideração pelo sofrimento alheio, seu total desprezo pelo vida e pelas perdas das vítimas e seus familiares. Querem “resolver” e o problema do delinquente juvenil, mantendo-o nas ruas assaltando, estuprando, matando e cometendo todas as barbaridades que estamos cansados de ler nas redes sociais e nos jornais. Quando inimigos da sociedade como Maria do Rosário, Jean Willis, Lulla e outros da mesma laia se manifestam contra a redução da maioridade penal, deveriam ter a hombridade de deixar bem claro o quê estão de fato defendendo e por que. Mas isso é exigir demais desses doentes mentais

Li em algum lugar, não me lembro onde, que o Luiz Inácio teria tido o descaramento de afirmar que reduzir a maioridade penal não “resolve” porque quem “morreu, morreu e acabou, não pode ser trazido de volta”. Gostaria de saber se o energúmeno que fez esta observação tivesse uma filha, um filho ou um neto estuprado, decapitado, incendiado ou de outra forma sofrido violência sádica às mãos de um fascínora desses com 16 ou 17 anos, se pensaria da mesma maneira. Embora eu ache difícil que o psicopata covarde, que colocou no Planalto a Terrorista que nos governa não se preocupa com ninguém, exceto si mesmo.

Maria do Rosario

Eu não sou a Dilma, mas tenho ficado estarrecido com a impunidade dada aos esquerdistas que chegam na frente de um microfone e dizem: “reduzir a maioridade penal não resolve o problema”. Como variação, também apregoam que “redução (da maioridade) não é solução”. Do outro lado, muitos se calam. Outros refutam. Mas até estes que refutam geralmente o fazem aristotelicamente, apontando que “o problema é outro” ou até “quem disse que é preciso resolver um determinado problema?”.

Essa é nossa macabra situação: enquanto um adolescente violento estupra e permanece impune (e sua pena deveria ser a prisão) um ideólogo de esquerda afirma que “reduzir a maioridade penal não resolve o problema” e igualmente permanece impune (e sua pena deveria ser a desmoralização pública, com ao menos uma inesquecível instância de shaming). Hoje em dia quem diz que “lugar de mulher é na cozinha” ou “é melhor estuprar que seduzir”…

View original post mais 516 palavras