Por que expor a monstruosidade moral de Maria do Rosário e sua tropa não é “defender Jair Bolsonaro”?

Não resta dúvida que estão sendo hipócritas os falsos moralistas que acusam o Bolsonaro e ao mesmo tempo defendem a pedofilia e assassinos e estupradores de qualquer idade.

Obviamente, Bolsonaro só respondeu à ministra Maria do Corsário no mesmo tom que ela usou, como qualquer aluno do segundo grau responderia a uma colega que atacasse sua hombridade. Maria do Corsário acusou Bolsonaro de estuprador, um verdadeiro chute no saco de um homem de bem, ele devolveu o chute que recebeu batendo no que qualquer mulher tem de mais precioso, sua vaidade, chamou-a de horrorosa! Tão horrorosa que nem mesmo valia a pena ser estuprada.

Se ela sentiu o soco na boca do estômago, ponto para o Bolsonaro!

E, se ela não sentiu, mas a petralhada sim. Ponto maior ainda para o Deputado, pois atingiu em cheio aqueles que aplaudiram o ódio da Chauí à classe média e aplaudiram a Ghiraldeli, o professor universitário, este sim, um verdadeiro canalha, que escreveu com todas as letras que queria que a Sheherazade fosse estuprada.

https://www.facebook.com/AlexandreBorrges/photos/a.542916875766128.1073741828.542868939104255/797746593616487/?type=1

ele-nao-abre-mão

Há quem me pergunte: “por que defender Jair Bolsonaro?”.

Este blogueiro que vos escreve não está defendendo Jair Bolsonaro, mas denunciando uma aberração moral praticada durante a semana, na qual a histeria deu lugar ao julgamento racional de valores.

Como já disse anteriormente, é claro que podemos definir o discurso de Bolsonaro dizendo que “Maria Rosário não merece ser estuprada” (na verdade, ele a chamou de mocréia) como algo mais grosso que dedo destroncado. Mas ainda assim, ele é a vítima da história. O máximo que ele encontrou em um momento no qual sofreu um gravíssimo crime levando-o a se destemperar foi uma piada ácida e incômoda.

Imagine um momento em que dois lutadores estão se encarando em uma luta, quando um deles cospe no rosto do outro. Este responde com um xingamento sem nenhum problema maior que não a grosseria. Se a mídia passa a considerar que o xingamento “ultrapassa…

View original post mais 371 palavras

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s