Eleições de 2014 – As Mentiras

Créditos da imagem: Fonte: Twitter Disponível em: https://twitter.com/g1/status/518942333187129346 Acesso em: 02/11/14 Créditos da imagem:
Fonte: Twitter
Disponível em: https://twitter.com/g1/status/518942333187129346
Acesso em: 02/11/14

Atualizado em 15 de novembro de 2014

Matéria indicada para leitura: Dilma em estado puro

Fonte: Blog do Augusto Nunes
Diponível em: http://veja.abril.com.br/blog/augusto-nunes/opiniao-2/dilma-em-estado-puro-de-j-r-guzzo/
Acesso em: 15/11/14

—-
Conforme provas em excesso apresentadas durante os últimos 20 anos pelo professor e filósofo Olavo de Carvalho, o PT segue religiosamente o pensamento pervertido do fundador do Partido Comunista italiano, Antonio Gramsci.

Uma das máximas gramscianas que são repetidamente divulgadas pelo PT e “vendidas” pela mídia em geral é a de que “A Verdade é aquilo que no momento favorece ao Novo Príncipe (o Partido)”.

Assim, para um petista retinto não há verdade nem mentira. Há apenas aquele fato (ou factoide) que serve aos seus interesses do momento. E após os resultados das urnas, vemos mais uma vez o partido lançar mão desse adágio com o apoio (inocente?) da mídia nacional.

Relaciono, a seguir, algumas dessas mentiras que, em minha opinião, têm sido exaustivamente “vendidas” pela imprensa em geral e “compradas” de maneira simplória pelo público analfabeto político brasileiro , o que, infelizmente, constitui a maior parte de nossa população.

Impostura nº 1: O Nordeste deu a vitória para Dilma

Com a curiosidade aguçada por uma mensagem que li no Facebook, fui ao sítio de O Globo e construí a seguinte tabela com os dados fornecidos naquele sítio:

Clique sobre a imagem para ampliá-la.

Clique sobre a imagem para ampliá-la.

Da tabela, pode-se constatar que os votos no PT das regiões Sul, Sudeste e Centro-oeste, ultrapassaram 30 milhões de votos e os votos da região norte-nordeste foram pouco mais de 24 milhões de votos. Sem contar que no Acre e na Rondônia, venceu a oposição.

Com estes números, por que ficam a mídia e alguns divulgando que foi o norte-nordeste que elegeu o PT? Com certeza, há vários interesses aqui, em minha opinião, alguns escusos, outros claramente desinformativos. Um deles é propalar a ideia de que existe territorialmente dois “Brasis” diferentes, o que nos leva à próxima mentira destas últimas eleições.

Impostura nº 2: O Brasil foi dividido pelas eleições

O PT e suas linhas auxiliares (PSTU, PSOL, PCdoB e tutti quanti) se alimentam de sangue, isto é crescem e sobrevivem estimulando o ódio e a divisão da sociedade. Para eles é extremamente útil instigar uma guerra social entre os eleitores de Dilma (51.64% dos votos válidos) e os eleitores de Aécia (48,36% dos votos válidos), pois as porcentagens com que ambos se elegeram, matemática mente e no mundo real parecem deixar claro que metade dos brasileiros apoia o PT e a outra metade é contra.

Acontece que estão deixando de considerar o seguinte detalhe: levando-se em conta todos os eleitores cadastrados, entre votos depositados nas urnas (para o PT, PSDB, brancos e nulos) e as abstenções (21,50% segundo a página http://congressoemfoco.uol.com.br/noticias/manchetes-anteriores/abstencao-de-21-5-nas-eleicoes-e-a-maior-desde-94/, tem-se o total de 141.193.586 eleitores (este número pode não estar preciso, já que abstenções me parece que foram arredondadas e não encontrei o número oficial). Destes 38,47% se posicionaram a favor do PT e 61,53% foi contra a manutenção do PT no poder. Em números gerais, o Brasil não está dividido, mas a maioria esmagadora dos brasileiros é contra o PT

Impostura nº 3: É golpe contra a democracia exigir revisão da contagem de votos e questionar os resultados

O voto é a maior arma da democracia e no Brasil não só tem sido apresentado como tal mas, pior ainda, como a única arma da democracia , já que as demais como: independência dos três poderes, a preservação da soberania nacional, a defesa da população contra criminosos e tudo o mais, tem sido pisoteado pelos partidos de esquerda.

Ficam então as perguntas:

  • Por que é golpe contra a democracia pedir a auditoria das urnas?
  • Por que os números que apenas o TSE conhecem não podem ser verificados?
  • Por que o cômputo que deu a vitória ao PT não pode ser transparente?
  • Por que as acusações de fraude que têm sido levantadas não são apuradas?

Apenas depois de termos as repostas claras a estas perguntas básicas, poderemos concluir se procede a alegação dos petistas de “Golpe” ao se pedir informações e investigações sobre os resultados das urnas.

Sobre o uso gramsciano da acusação de “Golpe”, ver também a excelente matéria Venezuela 2: PT tenta iniciar um golpe de estado ao lançar rotulagem desonesta e antecipada sobre o PSDB

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s